quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

Casal em motocicleta morre ao bater de frente com ônibus na BR-277, em Cascavel

Vítimas foram identificadas como Jadilson Alves, de 36 anos, e Eloide Alves Primo, de 45.
(Foto: Catve)
(Foto: Catve)

Um casal ocupante de uma motocicleta morreu após bater de frente com um ônibus na BR -277, região do Bairro Parque São Paulo, em Cascavel, na madrugada de sábado (3).

O acidente aconteceu na altura do quilômetro 590. As vítimas seguiam em uma Honda CB 300 no sentido Curitiba/Foz do Iguaçu e, segundo relatos de testemunhas, invadiu a pista contrária, colidindo frontalmente com o ônibus, que fazia o transporte de trabalhadores.

Jadilson Alves, de 36 anos, e Eloide Alves Primo, de 45, não resistiram aos ferimentos e morreram antes da chegada das equipes do Corpo de Bombeiros. O casal era morador de Foz do Iguaçu. Os corpos foram encaminhados ao IML (Instituto Médico-Legal).

Uma equipe do BPFron (Batalhão de Polícia de Fronteira) sinalizou o local até a chegada da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Por conta do acidente, a pista ficou parcialmente interditada, gerando lentidão no trecho.

Com informações da Catve

Veja também
Pai encontra corpo do filho desaparecido em rio de Cafelândia

Pai encontra corpo do filho desaparecido em rio de Cafelândia

Militares do Corpo de Bombeiros encerraram as buscas após 16 dias por conta da falta de vestígios.

Comitiva do Governo visita empresa norte-americana referência global em irrigação

Comitiva do Governo visita empresa norte-americana referência global em irrigação

O principal interesse da delegação paranaense é nos chamados pivôs de irrigação, uma ferramenta moderna para impulsionar a agricultura.

Governo quer usar antecipação da privatização da Eletrobras para baratear contas de luz, diz ministro

Governo quer usar antecipação da privatização da Eletrobras para baratear contas de luz, diz ministro

Alexandre Silveira afirma que proposta seria descontar títulos da União para quitar dívidas feitas pelas distribuidoras quando financiaram “Conta Covid” e bandeira de “escassez hídrica”.