quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

Copagril registra faturamento de R$ 2,8 bilhões no exercício 2023

Associados da Cooperativa aprovaram a prestação de contas durante Assembleia Geral Ordinária.

A Cooperativa Agroindustrial Copagril registrou faturamento bruto de R$ 2,8 bilhões no exercício 2023, valor que representa um aumento de 30% em relação ao faturamento do exercício anterior.

Os valores foram apresentados aos cooperados durante Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Cooperativa realizada na tarde desta quinta-feira (1º), no Salão Social da AACC, em Marechal Cândido Rondon-PR onde estiveram em torno de 300 associados.

Durante a AGO, a Diretoria Executiva da Copagril apresentou o relatório de gestão e o balanço do ano aos cooperados, o qual foi aprovado por aclamação.

Na assembleia foi eleito e empossado o novo Conselho Fiscal para o ano de 2024, o qual passa a ser formado por: Valmor Francisco Kaiser, Pedro Waldemar Becker e José Rosenberger (efetivos), bem como Mauro Vanroo, Nilton Fischer e Claucir Carlos Beckenkamp (suplentes).

Reestruturações

De acordo com o diretor-presidente da Copagril, Eloi Darci Podkowa, o ano de 2023 foi um marco para a Cooperativa, em função de uma série de fatores. “Foi um ano de reestruturações em que nós implementamos mudanças substanciais. Elas incluem desde a nova gestão, passando pelo organograma e vários setores da empresa. O objetivo é imprimir um novo ritmo em todas as nossas áreas de negócios para alcançarmos maior eficiência e melhores resultados”, enfatiza.

O principal marco histórico veio das lavouras: em 2023 a Copagril bateu recorde no recebimento de cereais, somando todo o volume de milho, soja, sorgo e trigo, que passou de 11 milhões de sacas.

Essa marca reacendeu a necessidade de melhorias nas estruturas de recebimento de grãos. Por conta disso, a Cooperativa está investindo em suas unidades visando à melhoria no processo de recebimento de grãos, bem como à ampliação da sua capacidade de armazenagem.

Investimentos

Em 2023, o complexo industrial da Copagril localizado em Marechal Cândido Rondon recebeu investimentos da ordem de R$ 50 milhões visando ao aumento da capacidade de processamento de soja. Também já foi adquirida uma área anexa ao complexo, de cerca de 96 mil metros quadrados, para futuras ampliações.

Em 2023, a Copagril se tornou a primeira cooperativa do Brasil a ter sua própria indústria de pellets de madeira, a partir da compra da empresa Carnot Bioenergia, localizada no município de Toledo-PR.

A fim de equilibrar a participação de cada área de negócio na composição do faturamento da Cooperativa, também foi realizado investimento no setor de varejo a partir da compra do Paraná Supermercado, na cidade de Cianorte-PR. Paralelamente, foram iniciadas as obras de reforma e ampliação do Supermercado II, em Marechal Cândido Rondon, que demandarão cerca de R$ 25 milhões em investimentos.

Por sua vez, o setor de suinocultura recebeu atenção especial ao longo do ano, superando desafios em termos de remuneração aos associados. Foram reforçadas as medidas sanitárias, foi ampliado o número total de granjas certificadas e conquistada uma significativa evolução no desempenho zootécnico.

Projeções 2024

Dentro das ações projetadas para o ano de 2024, a Copagril pretende investir nos processos industriais e na modernização de estruturas com a finalidade de aumentar a produtividade e a qualidade dos seus produtos e serviços.

Também pretende prosseguir com a implementação completa dos projetos associados a Compliance, à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e aos princípios de Ambiental, Social e Governança (ESG).

E ainda está nos planos buscar alternativas inovadoras que contribuam com o desempenho operacional e estratégico da cooperativa; bem como implementar ações que visem à maximização do capital investido, agregando valor tanto à Copagril quanto aos seus associados e a comunidade em geral.

Com Assessoria

Veja também
Raio mata vacas avaliadas em cerca de R$ 50 mil

Raio mata vacas avaliadas em cerca de R$ 50 mil

Segundo o proprietário, além do prejuízo financeiro, animais produziam 80 litros de leite diários.

Oposição pressiona Lira a votar Lei da Saidinha na Câmara

Oposição pressiona Lira a votar Lei da Saidinha na Câmara

Texto sofreu alterações no Senado e, por isso, volta à análise dos deputados.