sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

Homem que matou jovem e assassinou ex para evitar ser descoberto em SC é denunciado pelo MPSC

Segundo a investigação, os crimes ocorridos em 2023 estavam conectados.

O homem investigado por matar duas mulheres em um intervalo de 30 dias em Bom Jardim da Serra, município de 4 mil habitantes na Serra de Santa Catarina, foi denunciado por feminicídios, em dois processos distintos. Segundo a investigação, os crimes ocorridos em 2023 estavam conectados.

Júlia Antonello Paes, de 19 anos, foi estuprada e assassinada pelo suspeito por conta de ciúmes, segundo a Polícia Civil. Já a ex-mulher dele, Maria Aparecida da Rosa, 33, foi morta na frente dos filhos após descobrir sobre o primeiro crime.

O corpo de Júlia, considerada desaparecida desde 18 de agosto de 2023, foi encontrado apenas em janeiro de 2024. Na ocasião, o suspeito confessou à Polícia Civil o primeiro crime. Maria foi encontrada morta em 18 de setembro.

Conforme o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), as investigações indicam que o acusado assassinou a ex-companheira Maria, entre outras motivações, para que ela não contasse às autoridades o que descobriu sobre a morte da jovem.

Crimes conectados
As investigações apontam que o suspeito asfixiou e esfaqueou a ex-companheira Maria na frente dos dois filhos em 18 de setembro.

Ele se apresentou à polícia como culpado pela morte da ex e, depois, foi denunciado pelo MPSC por homicídio com três qualificadoras (feminicídio, asfixia e emprego de recurso que dificultou a defesa).

Na época, Júlia estava desaparecida e não havia nenhuma associação entre os dois casos. O corpo dela só foi encontrado em janeiro, nas margens de um curso d’água na localidade de Rabungo. As evidências acabaram apontando para o mesmo suspeito.

Em 19 de agosto, conforme o órgão, ele teria estrangulado e estuprado a jovem, descartado o corpo e destruído seu celular e suas roupas para eliminar provas.

Nesse processo, o réu é acusado de homicídio qualificado, ocultação de cadáver, fraude processual e estupro contra vulnerável (a vítima estar inconsciente devido ao estrangulamento). As qualificadoras imputadas são feminicídio, asfixia, emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima e motivação ligada à ocultação de outro crime (o estupro cometido anteriormente).

Com informações do G1

Veja também
Homem se esconde em carro para matar mulher e solta veículo em ladeira para simular acidente em SC

Homem se esconde em carro para matar mulher e solta veículo em ladeira para simular acidente em SC

Segundo a Polícia Civil, suspeito tentou fingiu acidente para ocultar o crime.

O agronegócio brasileiro e o abandono da infraestrutura do País – Dilceu Sperafico

O agronegócio brasileiro e o abandono da infraestrutura do País – Dilceu Sperafico

O autor é deputado federal pelo Paraná e ex-chefe da Casa Civil do Governo do Estado.

Jovem de 23 anos morre após acidente na PR-323: “Imensa dor”

Jovem de 23 anos morre após acidente na PR-323: “Imensa dor”

A vítima foi socorrida em estado grave e encaminhada à Santa Casa de Cianorte, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada de quinta-feira (22).