sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

IAT realiza primeira ação de fiscalização ostensiva aérea no Oeste do Paraná

Com o helicóptero exclusivo, IAT tem feito fiscalizações ostensivas para prevenir possíveis infrações ambientais e monitorando obras de infraestrutura. Intenção do órgão é promover uma grande força-tarefa a cada 45 dias por regional do órgão ambiental no Estado.
(Foto: IAT-PR)
(Foto: IAT-PR)

O Instituto Água e Terra (IAT) divulgou nesta quarta-feira (07) os detalhes da primeira grande operação de fiscalização ostensiva aérea de 2024. A força-tarefa ocorreu entre os dias 29 e 31 de janeiro, na região Oeste do Paraná, e buscou combater crimes ambientais.

Foram monitorados 47 pontos nos municípios de Ramilândia, Matelândia, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Medianeira e Foz do Iguaçu. Houve, ainda, uma vistoria no Parque Nacional do Iguaçu. Possíveis Autos de Infração Ambiental (AIA) e multas estão sob análise técnica.

A ação foi organizada pelo novo setor de fiscalização área do órgão ambiental, que passou a contar com um helicóptero exclusivo desde o fim do ano passado. Contou também com o apoio do Batalhão de Polícia Ambiental-Força Verde (BPAmb-FV), da Marinha do Brasil e das prefeituras.

Os principais problemas foram verificados em Foz do Iguaçu. Duas áreas de transbordo de resíduo sólido estavam atendendo de forma ilegal, já que o licenciamento permitia apenas o armazenamento temporário antes destinação final correta do produto final. Já em Itaipulândia, a operação constatou que a base náutica do município não possuía licenciamento para a atividade, acarretando em riscos para os usuários e possíveis confrontos com indígenas que habitam a região.

Além disso, a equipe de fiscalização atendeu a requerimentos do Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor); denúncias do Ministério Público; e sobrevoou obras de infraestrutura que estão sendo executas pelo Governo do Estado em parceria com a União, como a ampliação do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, a duplicação da BR-469 (rodovia das Cataratas), obras da Perimetral Leste e a implantação da nova rodovia estadual entre Ramilândia e Santa Helena.

A operação também fiscalizou a instalação do aquário de Foz do Iguaçu (AquaFoz), obras de saneamento básico da Sanepar e as prainhas da região Oeste do Paraná margeando o lago de Itaipu, e demais áreas verdes com possíveis ameaças antrópicas.

“Foi um trabalho bastante proveitoso. Tivemos a oportunidade de averiguar denúncias e anotar informações relevantes para auxiliar as equipes de fiscalização por terra”, afirma o chefe do escritório regional do IAT de Foz do Iguaçu, Carlos Antonio Pitton.

Com a estruturação do setor a partir da exclusividade do transporte aéreo, a intenção é que ocorra uma força-tarefa a cada 45 dias por regional do IAT, ampliando o poder de fiscalização do órgão ambiental.

Com informações da AEN

Veja também
Família morre ao cair em riacho com caminhão em SC

Família morre ao cair em riacho com caminhão em SC

Homem de 26 anos, mulher de 25 e criança de 10 foram encontrados sem vida depois do acidente.

Sancionado o programa “Inova Marechal” de estímulo à pesquisa e ao desenvolvimento

Sancionado o programa “Inova Marechal” de estímulo à pesquisa e ao desenvolvimento

Segundo o prefeito Marcio Rauber, a iniciativa do Poder Executivo foi pensada visando o crescimento do município, das empresas, na geração de empregos e renda, e reconhecendo o potencial econômico que o município tem, buscando impulsionar a prosperidade local e promover o avanço econômico da comunidade local.