quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

Lideranças discutem em Guaíra estratégias para resolução da crise desencadeada por invasões de propriedades

Autoridades assumiram o compromisso de defender os interesses dos municípios de Guaíra e Terra Roxa e trabalhar para assegurar o cumprimento do Marco Temporal, aprovado pelo Congresso, que estabelece o ano de 1988 como limite para o assentamento de novas ocupações.

Na tarde de quinta-feira (17), a Associação Comercial e Empresarial de Guaíra, junto de sua diretoria e associados, participou ativamente de uma audiência pública na UNIPAR. O encontro teve como foco discutir estratégias para a resolução da crise desencadeada por invasões de propriedades particulares, lideradas por grupos vinculados a movimentos sociais autodenominados como integrantes de povos tradicionais.

A reunião contou com a presença de autoridades municipais de Guaíra e Terra Roxa, enfrentando desafios similares, assim como líderes das assembleias legislativas estadual e federal, representantes de entidades de classe e moradores mobilizados por associações locais. A iniciativa visou oferecer uma resposta à sociedade guairense centralizada nesse conflito, buscando estratégias pacíficas para a resolução das invasões.

A condução da audiência ficou a cargo do prefeito de Guaíra, Heraldo Trento, que abordou a complexidade do problema nas esferas administrativa, jurídica e política. Trento ressaltou a necessidade de envolver a estrutura do estado na resolução desse conflito, mencionando sua recente visita a Curitiba, onde sensibilizou o governador com documentos e imagens, buscando apoio e liderança.

Reconhecendo suas limitações em decisões judiciais, o prefeito expressou confiança na intervenção do governador. Trento agradeceu a compreensão dos presentes e informou sobre o compromisso do governador em agendar uma reunião em Brasília para discutir questões com as autoridades federais, enfatizando sua convicção de encontrar uma solução adequada.

O secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná, Coronel Hudson Teixeira, expressou preocupação com a crescente tensão no conflito. Destacou as ações implementadas por sua pasta, incluindo a elaboração de um protocolo de atuação conjunto com todas as forças de segurança. Hudson ressaltou o compromisso em proteger todas as vidas, independentemente de afiliação partidária, filosofia ou etnia, enfatizando a necessidade de evitar a violência e buscar uma solução pacífica.

Diversas lideranças do Congresso e da Assembleia Legislativa também se manifestaram, destacando-se as falas dos deputados federais Sandro Alex e Pedro Lupion, assim como dos deputados estaduais Hussein Bakri e Marcelo Micheletto. Todos assumiram o compromisso de defender os interesses dos municípios de Guaíra e Terra Roxa e trabalhar para assegurar o cumprimento do Marco Temporal, aprovado pelo Congresso, que estabelece o ano de 1988 como limite para o assentamento de novas ocupações.

Este compromisso visa a estabilizar a situação e garantir o respeito às normativas estabelecidas pelo legislativo.

Durante a audiência, membros da Associação Comercial e Empresarial de Guaíra enfatizaram a importância de buscar soluções colaborativas. Ghassan Saifeddine Filho, segundo vice-presidente da ACIAG, representou o presidente da entidade, que não pôde comparecer devido a compromissos assumidos anteriormente. Ghassan ressaltou a urgência de obter respaldo jurídico para eliminar atos relacionados às invasões, destacando também um impasse entre os poderes Executivo e Supremo, sublinhando a insegurança decorrente dessa situação.

A presidente do Conselho da Mulher Empreendedora e Executiva de Guaíra (COMEG), Sabrina Aquino, destacou que, como moradora guairense de longa data, só teve contato com a comunidade indígena em 2005, e antes desse período não se registrava presença de índios na cidade. Ela ressaltou a importância de investigar o verdadeiro motivo por trás das invasões, visando restaurar a segurança e preservar os interesses da comunidade.

Por sua vez, o presidente do Conselho do Jovem Empreendedor (COJEM), Leonardo Welter, ressaltou que o evento serve para mostrar às autoridades estaduais a força da comunidade local e destacou a participação ativa dos associados da ACIAG no compromisso de encontrar medidas eficazes para superar os desafios.

Com Assessoria

Veja também
Segunda parcela do IPVA de veículos com final de placa 7 e 8 vence nesta quinta-feira

Segunda parcela do IPVA de veículos com final de placa 7 e 8 vence nesta quinta-feira

Ao longo desta semana, os contribuintes que escolheram o parcelamento em cinco vezes devem efetuar o pagamento da segunda cota do imposto, sem a incidência de juros.

Inscrições ao Miss Rondon 2024 estarão abertas até a próxima quarta-feira

Inscrições ao Miss Rondon 2024 estarão abertas até a próxima quarta-feira

Documentos devem ser apresentados no setor de protocolo, na prefeitura.