terça-feira, 28 de novembro de 2023

terça-feira, 28 de novembro de 2023

Marília Mendonça ganhará filme sobre sua história em plataforma de streaming

Amazon Prime Video agora possui o licenciamento dos direitos biográficos da cantora

A história de Marília Mendonça continuará sendo contada mesmo após sua morte. Na sexta-feira (1), a assessoria da cantora confirmou a produção de até três projetos sobre a história e vida da artista que foi um dos maiores nomes da música sertaneja no Brasil.

Em comunicado, a Amazon Prime Video anunciou o licenciamento dos direitos biográficos de Marília. “O acordo dá ao streaming acesso aos direitos da história de vida da cantora e ao material de arquivo pessoal que serão destinados, exclusivamente, às obras audiovisuais, incluindo um filme”, disse a nota.

Ainda sem previsão de estreia, o acordo foi assinado pela mãe da cantora, Ruth Dias.

Marília Mendonça foi uma das principais vozes femininas do Brasil e seu primeiro álbum, lançado em 2016, conquistou três discos de platina. Além disso, a cantora chegou a receber três indicações ao Grammy Latino e foi consagrada na lista dos 500 artistas mais ouvidos do mundo.

Mesmo dois anos após sua morte, Marília segue com um hit no Top 50 do Spotify. “Leão”, parceria com o cantor Xamã, já acumula mais de 290 milhões de plays na plataforma, e se mantém firma entre as músicas mais escutadas no país.

A artista morreu em novembro de 2021 após um acidente aéreo em Piedade de Caratinga, em Minas Gerais.

Com informações da CNN

Veja também
Estudantes do ensino médio terão poupança para permanecer na escola

Estudantes do ensino médio terão poupança para permanecer na escola

Incentivo é destinado a jovens de baixa renda.

Mandioca sofre com baixo volume e poucos negócios

Mandioca sofre com baixo volume e poucos negócios

Com menos disponibilidade em lavouras e clima desfavorável, parte dos produtores adiam a colheita da raiz para 2024.

TRF-4 confirma mudança no comando da Vara da Lava Jato

TRF-4 confirma mudança no comando da Vara da Lava Jato

Danilo Pereira Júnior, juiz que assinou a soltura de Lula, assume a 13ª Vara de Curitiba, cargo antes ocupado por Eduardo Appio.