Terça, 18 de Janeiro de 2022
26°

Poucas nuvens

Nova Santa Rosa - PR

Policial Goiás

Caseiro suspeito de matar mulher, enteada e vizinho pode responder por sete crimes com penas que ultrapassam 120 anos, diz polícia

Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, se entregou, após seis dias de procura.

05/12/2021 às 20h24
Por: Redação Fonte: G1
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

O caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, que confessou ter matado a mulher grávida, a enteada e um fazendeiro, deve responder por sete crimes com penas que ultrapassam 120 anos, conforme informou na Polícia Civil, neste domingo (5), em Corumbá de Goiás, no Entorno do DF.

O suspeito foi preso no sábado (4) em Gameleira de Goiás, após uma fazendeira convencê-lo a se entregar. Um vídeo mostra o momento em que ele chega algemado na delegacia da cidade. Após ser ouvido, o caseiro foi levado para o Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia e aguarda audiência de custódia.

Wanderson era procurado há seis dias. Durante esse tempo, a polícia chegou a fazer um cerco em várias cidades do Entorno do Distrito Federal.

A polícia disse que, durante esse tempo, ele se alimentou de três pacotes de bolacha e de frutas. Ele também tentava caminhar próximo a áreas com córregos e rios para sempre ter água

Crimes e penas
De acordo com o delegado Tibério Martins, o suspeito pode responder pelos crimes abaixo, que ele é suspeito de ter cometido no dia 28 de novembro.

- Duplo Homicídio qualificado (Feminicídio) - pena 12 a 30 anos de detenção.
- Aborto (mulher estava grávida) – pena de 3 a 10 anos
- Latrocínio consumado – pena de 20 a 30 anos
- Latrocínio tentado – até 30 anos.
- Furto qualificado (arma do patrão) – de 2 a 8 anos
- Tentativa de estupro – de 6 a 10 anos
- Porte de arma – de 2 a 4 anos

O delegado explicou ainda que o durante o julgamento o juiz pode considerar outras agravantes e puni-lo por isso como, por exemplo, dele confessar que matou a mulher na frente da filha dela. Com isso, a pena dele pode chegar a 168 anos de prisão.

Confissão
Segundo o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, Wanderson sobre a morte da esposa grávida, da enteada e do fazendeiro com tranquilidade e frieza.

“Falou que o motivo do crime da esposa foi uma discussão por causa de ciúmes de uma primas dele. Descartou aquela hipótese levantada da morte do fazendeiro ter sido por causa de ciúmes dele com ela. Ele realmente matou o idoso para pegar a caminhonete. Ele não consegue explicar a morte da criança só disse que na hora da briga, ela [esposa] pegou uma faca, enfim, que a criança viu tudo, que ele ficou ‘cego’ e matou a criança também”, disse Miranda.

Além disso, o caseiro confessou outros crimes cometidos tanto em Goiás quanto em outros estados.

“Ele confirmou tudo, confirmou as mortes em Corumbá, confirmou a tentativa [de feminicídio], já tinha confirmado, tanto que chegou a ser preso na época, confirmou também o latrocínio lá em Minas Gerais e confirmou agora uma coisa que a gente só suspeitava, um homem que ele matou no Maranhão. É um criminoso contumaz também”, completou o secretário.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Nova Santa Rosa - PR Atualizado às 07h23 - Fonte: ClimaTempo
26°
Poucas nuvens

Mín. 23° Máx. 38°

Qua 36°C 22°C
Qui 37°C 22°C
Sex 36°C 23°C
Sáb 36°C 23°C
Dom 40°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias