Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Preços pagos pela carne de frango exportada pelo Brasil neste início de outubro ainda é abaixo de outubro/22

A receita obtida com as exportações de carne de frango até o momento no mês de outubro foi de US$ 181.369,252.

De acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal, divulgadas nesta segunda-feira (9), as exportações de carne de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas nos cinco dias úteis de outubro mostraram melhores resultados em relação a última semana de setembro e na média diária de volume no comparativo com outubro de 2022. Entretanto, o preço pago pela proteína ainda está abaixo do registrado no ano passado.

O analista da SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias explica que os preços médios das proteínas de origem animal seguem em queda. A situação econômica está muito difícil na China, o yuan está bastante desvalorizado, e isso remete ao enfraquecimento dos preços das carnes.

“O Brasil tem um ano muito positivo nas exportações tanto de carne de frango quanto de carne suína, tem buscado novos mercados, mas o grande ponto de 2023 é basicamente o preço médio pago pelas proteínas de origem animal”.

A receita obtida com as exportações de carne de frango até o momento no mês de outubro, US$ 181.369,252, representou 24,16% do total arrecadado em todo o mês de outubro de 2022, que foi de US$ 750.666,636. No caso do volume embarcado, as 102.085,3 toneladas são 28,14% do total registrado em outubro do ano passado, quantidade de 362.760,603 toneladas.

O faturamento por média diária até o momento do mês de outubro foi de US$ 36.273,850, quantia 8,2% menor do que o registrado em outubro de 2022. No comparativo com a semana anterior, houve aumento de 9,44% quando comparado aos US$ 33.144,670 vistos na semana passada.

No caso das toneladas por média diária, foram 20.417,06, houve avanço de 6,9% no comparativo com o mesmo mês de 2022. Quando comparado ao resultado no quesito da semana anterior, observa-se elevação de 9,38% em relação às 18.665,529 toneladas da semana anterior.

Já o preço pago por tonelada, US$ 1.776,644, é 14,1% inferior ao praticado em outubro do ano passado. O resultado, frente ao valor atingido na semana anterior, representa levíssima alta de 0,05% no comparativo ao valor de US$ 17.75,715 visto na semana passada.

Com informações do Notícias Agrícolas

Veja também