quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

PRF apreende 450.000 maços de cigarros paraguaios

O veículo carregado com o ilícito e o preso foram encaminhados à Polícia Federal de Guaíra.

Na madrugada desta quinta-feira (01), em frente à Unidade Operacional de Guaíra, foi abordado um bitrem com placas de Toledo, conduzido por um morador de Santa Tereza do Oeste, de 23 anos.

Os policiais solicitaram ao condutor que apresentasse a documentação pessoal, dos veículos e da carga, fato que foi prontamente atendido. Ao ser iniciada a fiscalização da carga, foi verificado que os semirreboques estavam carregados com aproximadamente 450.000 maços de cigarros de origem estrangeira.

Diante disto, foi dada voz de prisão ao condutor, o qual informou que carregou o veículo com soja e, no município de Eldorado/MS, foi abordado por uma pessoa que o ofereceu para realizar a viagem com o ilícito até Curitiba.

O cidadão que o abordou informou que tiraria parte da carga de soja para que carregasse com o cigarro e, ao realizar a entrega do ilícito em Curitiba, compraria novamente soja para que realizasse a entrega da mercadoria lícita.

O veículo carregado com o ilícito e o preso foram encaminhados à Polícia Federal de Guaíra.

Portal Guaíra com informações da PRF

Veja também
“Se advogados tiverem acesso ao processo, eu vou falar”, diz Bolsonaro sobre depoimento à PF

“Se advogados tiverem acesso ao processo, eu vou falar”, diz Bolsonaro sobre depoimento à PF

Ex-presidente foi intimado para esclarecer a suposta tentativa de golpe de Estado no país, revelada pela Operação Tempus Veritatis.

Clube organiza prova aberta de pesca da corvina em Porto Mendes

Clube organiza prova aberta de pesca da corvina em Porto Mendes

A premiação, composta por motores de popa e barcos de alumínio, é patrocinada pelo município, conforme prevê a lei 5.379/22.

Oposição pressiona Lira a votar Lei da Saidinha na Câmara

Oposição pressiona Lira a votar Lei da Saidinha na Câmara

Texto sofreu alterações no Senado e, por isso, volta à análise dos deputados.