Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Professor se passava por mulheres jovens para atrair e receber vídeos íntimos de adolescentes em SC, diz polícia

A Polícia Civil não detalhou se as vítimas eram alunos dele.

O professor da rede municipal de Laguna, no Sul de Santa Catarina, apontado por criar perfis fakes na web para aliciar adolescentes e convencê-los a enviar registros íntimos se passava por mulheres jovens para atrair as vítimas, informou a Polícia Civil na quarta-feira (8).

O suspeito foi preso preventivamente na terça-feira (7) e foi conduzida pela Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI). O município acompanha o caso.

A Polícia Civil não detalhou se os adolescentes eram alunos do professor.

A denúncia, conforme a Polícia Civil, chegou do próprio município através de registro de boletim de ocorrência. A investigação teve início em agosto.

Em princípio, o homem é investigado por falsa identidade e pelo crime previsto no artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que fala sobre “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

Investigação
Entre as diligências realizadas, o professor foi alvo de um mandado de busca e apreensão para aparelhos eletrônicos. Após análise do conteúdo encontrado nos objetos, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do homem. As investigações seguem.

“A Prefeitura de Laguna, por meio da Secretaria de Educação, reforça seu compromisso com a segurança e bem-estar dos alunos e tomará todas as medidas necessárias para o afastamento do professor, em conformidade com os resultados da investigação”, informou a administração.

Com informações do G1

Veja também