Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Soja atinge 48,4% do plantio da safra 2023/24, aponta Conab

Apesar do avanço do plantio da oleaginosa ante a semana anterior, área semeada no mesmo período do ano passado é maior.

O plantio da safra 2023/24 de soja atinge 48,4% da área no Brasil, conforme apontou relatório da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com dados até 4 de novembro. Na semana passada a semeadura atingia 40% da área. Em igual período do ano passado, os trabalhos de plantio atingiam 57,5% da área.

Negócios lentos no Brasil
O mercado brasileiro de soja deve ter um volume reduzido de negócios nesta terça-feira (7), diante do movimento de realização de parte dos lucros acumulados na Bolsa de Mercadorias de Chicago. O dólar, que influencia nos preços, iniciou o dia sem tendência definida, oscilando entre os territórios positivo e negativo, dentro de pequenas margens.

O mercado iniciou a semana com boa movimentação nos preços das principais praças de comercialização. A alta de Chicago favoreceu a recuperação. Segundo analistas de SAFRAS & Mercado, a comercialização no dia também é expressiva, com melhores volumes negociados para a safra nova.

Para a safra disponível, a oferta é menor, uma vez que muitas tradings estão encerrando seus programas. Na outra ponta, a indústria aproveitou para comprar.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 143,00 para R$ 145,00. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 142,00 para R$ 143,00 a saca. No Porto de Rio Grande, o preço aumentou de R$ 152,50 para R$ 154,00.

Em Cascavel, no Paraná, o preço cresceu de R$ 133,00 para R$ 135,00 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca valorizou de R$ 143,00 para R$ 145,00.

Em Rondonópolis (MT), o valor subiu de R$ 126,00 para R$ 128,00. Em Dourados (MS), a cotação seguiu em R$ 126,00. Em Rio Verde (GO), a saca passou de R$ 127,00 para R$ 128,50.

Soja em Chicago
Os contratos com vencimento em janeiro operam com baixa de 0,29%, cotados a US$ 13,60 por bushel.

Cotações FOB
Os preços FOB da soja subiram na segunda-feira (6) nos portos brasileiros, impulsionados pelos ganhos dos contratos futuros em Chicago. A movimentação ganhou um pouco de ritmo, ainda que se note da presença dos compradores chineses. Os prêmios seguiram estáveis.

Os prêmios de exportação da soja estavam em 10 a 40 sobre Chicago no final da segunda no Porto de Paranaguá, para novembro. Para fevereiro de 2024, o prêmio era de -70 a -55. Para março de 2024, o prêmio estava em -105 a -95 pontos, conforme dados de SAFRAS & Mercado.

O preço FOB (flat price) para fevereiro ficou entre US$ 480,80 e US$ 486,30 a tonelada na segunda. No dia anterior, a cotação oscilou entre R$ 476,40 e R$ 481,90.

Com informações do Canal Rural

Veja também