terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

Suspeito de matar esposa por não aceitar término ficou 10 dias escondido em mata

As investigações apontam que Wilhan matou Merin após a mulher pedir o divórcio.

Wilhan Rafael Galvão, suspeito de matar a esposa Merin Izabel Ribeiro Padilha, teria ficado 10 dias escondido em uma região de mata de Ivaí, nos Campos Gerais do Paraná. A informação foi apurada pela RICtv junto à Polícia Civil. Conforme o delegado Thiago Andrade, o suspeito estaria sem dinheiro para fugir e, vendo que seria preso, resolveu se entregar.

Na quinta-feira (17), a defesa do suspeito entrou em contato com a polícia e, em seguida, apresentou Wilhan na delegacia. Ele estava sendo procurado desde o dia do crime, registrado no dia 6 de janeiro. Conforme informações do delegado, em um breve depoimento à polícia, o suspeito não pareceu estar arrependido.

“Ele se mostra bastante frio, talvez na concepção dele, ele tenha agido na sua razão. A gente está curioso para saber, inclusive, qual a motivação ele vai apresentar, ele e sua defesa. Mas ele em momento algum chorou, em momento algum demonstrou que estava arrependido ou que tinha acabado com a família, com a vítima, 24 anos a menina, muito jovem, deixa uma filha de 6 anos. Em momento algum ele pediu desculpas pelo que ele fez”, contou Andrade.

As investigações apontam que Wilhan matou Merin após a mulher pedir o divórcio. O relacionamento era marcado por comportamentos abusivos do suspeito e a vítima desabafou à mãe sobre o medo da reação do marido com o pedido de separação.

Com informações da Ric Mais

Veja também
Polícia conclui inquérito de advogado encontrado carbonizado no Paraná

Polícia conclui inquérito de advogado encontrado carbonizado no Paraná

A motivação teria sido uma disputa por R$ 300 mil e um casal é acusado de cometer o crime.

Governo ameaça retaliar deputados da base que assinaram pedido de impeachment contra Lula

Governo ameaça retaliar deputados da base que assinaram pedido de impeachment contra Lula

Líderes da base governista foram informados sobre a possibilidade de perda de cargo e verbas no Executivo. Governo deu prazo para retirada de assinaturas.