terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

Em nota, FPA diz que decisão do STF sobre demarcação de terras índigenas preocupa a entidade

Segundo a FPA, o Congresso, ao regulamentar a demarcação, buscou equilibrar os direitos de todas as partes envolvidas.

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) expressa sua surpresa e completa perplexidade com a decisão recente do Ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a Ação Cível Originária (ACO) 3555/DF.

O Ministro, durante o recesso do STF, suspendeu liminarmente sentenças que questionavam processos de demarcação de terras indígenas no oeste do Paraná. Vale destacar que essa decisão não estava relacionada ao processo em questão, e o Ministro alegou que a tensão na região exigia uma conciliação antes que outras instâncias judiciais pudessem analisar os direitos dos proprietários de terras.

A FPA considera preocupante o fato de que a decisão parece ignorar as falhas apontadas pelo Poder Judiciário em relação aos processos de demarcação. Além disso, a decisão desconsidera a legislação vigente, incluindo a Lei 14.701/2023, aprovada pelo Congresso Nacional para regular o procedimento de demarcação de terras indígenas.

O Congresso, ao regulamentar a demarcação, buscou equilibrar os direitos de todas as partes envolvidas. A Lei 14.701/2023, em seu artigo 9º, assegura o pleno exercício dos direitos sobre a terra pelos não índios até o término do procedimento administrativo, algo ignorado pela decisão do Ministro Fachin.

Assim, a manifestação judicial parece desconsiderar a própria lei e minimiza as decisões das instâncias inferiores, priorizando a visão pessoal do Ministro em Brasília em detrimento dos magistrados locais que têm conhecimento direto da situação.

A FPA sempre defendeu a paz social no campo e, apesar da discordância com a decisão judicial, reforça que a Constituição de 1988 garante o direito de propriedade e ressalta a importância do devido processo legal antes de privar qualquer cidadão de seus bens.

A FPA está atenta e preocupada com as possíveis repercussões da decisão, destacando a necessidade de aprimoramento do atual modelo em vigor.

Com informações da Agência FPA

Veja também
Mercadorias avaliadas em R$ 320 mil são apreendidas em Toledo

Mercadorias avaliadas em R$ 320 mil são apreendidas em Toledo

Motorista foi abordado pela PM após ser visto usando o celular enquanto dirigia.

Homem é executado a tiros em São José das Palmeiras

Homem é executado a tiros em São José das Palmeiras

Os autores evadiram-se rapidamente e até o momento não foram localizados.

Entre os dias 04 e 09 de março acontece a Liquida Liquidação em Nova Santa Rosa

Entre os dias 04 e 09 de março acontece a Liquida Liquidação em Nova Santa Rosa

A Acinsar lembra que as lojas estão identificadas com o cartaz e banner da promoção.