sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

Média de infestação pelo Aedes aegypti em Marechal Rondon é de 1%

Na região central da cidade o índice chega a 2,5%.

A Secretaria de Saúde de Marechal Cândido Rondon, por meio do setor de Endemias, divulgou nesta semana o primeiro Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) de 2024. Os agentes de endemias visitaram 1679 imóveis e a média de infestação na sede municipal é de 1%.

A situação mais preocupante encontra-se no estrato 1, que compreende a região central, que apresentou média de 2,5%. Outra região que deve estar em estado de alerta é o estrato 4 (Parque Ecológico, São Francisco, Líder e Floresta), que obteve média de 2,1% de infestação.

A secretária municipal de Saúde, Marciane Specht, em razão dos números obtidos, realizará nesta quarta-feira (17) uma reunião com os agentes de combates a endemias para apresentar e discutir estratégias que serão realizadas a partir desta quinta-feira (18) nos pontos que apresentaram maiores índices e também nas regiões com maior número de notificações. “Vamos focar nos pontos com maiores índices, mas, não esqueceremos das demais regiões. O poder público está fazendo sua parte e, mais uma vez, pedimos a colaboração da população. A região central e a região dos bairros São Francisco, Universitário e Líder são as mais preocupantes, no momento. Todos devemos fazer a nossa parte, mantendo limpo o pátio da casa ou da empresa, sem deixar objetos acumulando água”, ressaltou Marciane.

Média de focos por região no município
– Estrato 1 (centro 1 e 2): 2,5%
– Estrato 2 (centro 3, Vila Gaúcha e Parque Industrial 3): 0,4%
– Estrato 3 (Ana Paula, São Lucas e Das Torres): 0,8%
– Estrato 4 (Ecológico, São Francisco, Líder e Floresta): 2,1%
– Estrato 5 (Primavera, Higienópolis 1 e 2, Augusto 1 e 2 e Barcelona): 0,9%
– Estrato 6 (Botafogo, Alvorada 1 e 2, Rainha e Espigão): 0%
– Estrato 7 (Botânico e Britânia): 0,4%

Com Assessoria

Veja também
Condenado por estuprar e engravidar a própria filha, homem é preso 10 anos após crime em MS

Condenado por estuprar e engravidar a própria filha, homem é preso 10 anos após crime em MS

Conforme as informações divulgadas pela Polícia Civil, o homem foi sentenciado a 14 anos, 10 meses e 15 dias em regime fechado pelo crime de estupro.

Mercedes deve recuperar pelo menos 20 nascentes em 2024

Mercedes deve recuperar pelo menos 20 nascentes em 2024

Ação é parte de convênio com a Itaipu para instalar oito usinas de energia solar no município; investimento de R$ 2 milhões.